PORTADA

NOTICIAS  

A GUARDA

TUI

O ROSAL

OIA

TOMIÑO

BAIXO MIÑO

LOCAL

OUTRAS NOVAS

DEPORTE

AXENDA

NECROLÓXICAS

ENTREVISTAS

COMUNICADOS

PORTUGAL

HEMEROTECA

PÁXINAS

 REPORTAXES

CONCELLO DA GUARDA

RÚAS DA GUARDA

VARIA

FOTOSAYER

FOTOS LECTORES

PATRIMONIO arquivo e documentación

XENTES de Ribadavila

Calendario

ENLACES

 
 
 

 

galiciasuroeste                                                                       PORTUGAL

 

Martes, 28 de marzo de 2017  

‘Dias de Caça’ chegam a Vila Nova de Cerveira!

De 30 de março a 2 de abril, o mais recente espetáculo de cinema e teatro das Comédias do Minho - ‘Dias de Caça’ – instala-se na ‘Vila das Artes’. Quatro dias, quatro palcos diferentes, dois fenómenos de caça representados. Entrada livre.

Na sinopse, pode ler-se: “O gesto do documentário observacional implica, por vezes, ficar à espera muito tempo até que o objeto a filmar se coloque no lugar exato para ser enquadrado com a mira da objetiva. No Vale do Minho, vários homens continuam a vaguear pela serra até conseguirem capturar as suas presas. A estes dois fenómenos, poderíamos chamar de caça. Vamos caçar os caçadores do Vale do Minho com uma câmara para podermos ver se é mais difícil apanhar um javali ou conseguir enquadrar um coelho para o poder mostrar, um dia mais tarde, no cinema”.

A estreia dos ‘Dias de Caça’ em Vila Nova de Cerveira está marcada para esta quinta-feira, 30 de março, com espetáculo na Junta de Freguesia de Loivo, pelas 21h00; segue-se o Cineteatro de Cerveira, na sexta-feira pelas 21h30; no dia 1 de abril no Centro de Cultura de Campos, pelas 15:30; e no último dia, 2 de abril, haverá ‘Dias de Caça’ no Salão Paroquial de Covas, pelas 15:30.

Com criação e vídeo de Pedro Filipe Marques, este espetáculo conta com a assistência de criação de Tânia Almeida e de Luís Filipe Silva, assistência na realização e montagem de Rita Palma e assistência de som de Hannah Bailliu. Vasco Ferreira encarrega-se do desenho de luz e Gonçalo Fonseca é responsável pelas interpretações, em conjunto com Joana Magalhães, Luís Filipe Silva, Rui Mendonça e Tânia Almeida. Os novos caçadores são alunos pertencentes às Escolas Profissionais EPRAMI e ETAP.

Todas as sessões têm entrada gratuita, limitando-se aos lugares disponíveis.

 

FBAC e FLUP promovem Workshop de Mediação Performativa “In our on voice”. Inscrições abertas até 3 abril

Sob orientação de Maria Acaso e Jordi Ferreiro, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto e a Fundação Bienal de Arte de Cerveira vão desenvolver, dia 22 de abril, o workshop de mediação performativa “In our on voice” (10h00-13h00 | 14h00-17h00).

O objetivo é refletir sobre temas e preocupações que definem a mediação em museus, entendendo o papel do artista e do educador como figuras relacionadas e com pontos de conexão.

A participação no workshop tem um custo de 15€ e encontra-se sujeita a uma seleção realizada por María Acaso e Jordi Ferreiro. O pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária após a divulgação do resultado da seleção dos participantes.

Formulário de inscrição (até 3 de abril)

Inscrições e mais informações: lidia.portela@bienaldecerveira.pt

Sobre o workshop

Historicamente, o trabalho de mediação abrange uma atividade cujo objetivo principal consiste na compreensão por parte do público das propostas dos artistas através da voz dos educadores. A mediação de trabalho, é então prolongada não como um discurso autónomo gerador de conhecimento próprio, mas como um recurso onde o trabalho dos educadores tem sentido quando se entende como um trabalho para.

A partir de uma posição teórica, queremos repensar esta figura do educador como voz sub-rogada, para entendê-la como uma voz emancipada que, reapropriando-se do discurso audiovisual, será definido no mesmo nível de independência e desenvolvimento intelectual que o discurso de curadores e artistas.

Para interiorizar esta teoria, “In our on voice” visa posicionar as práticas no domínio da mediação como práticas artísticas ampliadas e diferentes formas de apresentação pública e interação com a audiência, como novas formas de produção artística.

Através da prática performativa, e em relação ao conceito de voz autorizada, procuramos refletir sobre algumas questões centrais na agenda da cultura contemporânea, tópicos relevantes para a arte e as preocupações que definem a mediação dos museus, compreendendo a figura do artista e educador, como figuras relacionadas e com pontos de conexão.

Sobre os formadores

María Acaso tem sido descrita como uma das atuais líderes em Espanha e na América Latina dentro da denominada Revolução Educativa ou, como ela própria apelida, #rEDUvolution.

Todas as atividades (participação como palestrante, o desenvolvimento de projetos de investigação relacionados com a inovação educacional, docência na universidade e edição de textos em diferentes formatos) têm como objetivo desenvolver nos profissionais da educação a marca de confiança e paixão necessárias para realizar a mudança de paradigma das práticas de ensino.

Como palestrante e investigadora, tem trabalhado com algumas das instituições relacionadas com a educação de maior prestígio a nível mundial, como a Universidade Autónoma do México, a NYU, Colby College, The Bergen National Academy of the Arts, The New School of Social Research, The School of the Art Institute of Chicago, Harvard y Stanford, bem como o Museu da Memória (Chile), MOMA (NY), a 9ª Bienal de Mercosul (Brasil), o Museu de Antioquia e Museu de Arte Moderna de Medellín (Colômbia), Culturgest (Lisboa), Getty Museum (EUA).

María publicou vários livros, especialmente o último rEDUvolution: fazer a revolução na educação (Paidós, 2013), constitui uma verdadeira fonte de inspiração para milhares de professores.

Seu blogue mariaacaso.es é uma referência internacional em educação disruptiva e artística.

--

Jordi Ferreiro (Barcelona, 1982) é um artista e educador. O seu trabalho explora os processos de recepção e interpretação de obras de arte – em ambos os contextos educativos e artísticos – através do uso de performances e participação do público.

Ferreiro utiliza formatos considerados pedagógicos pelas instituições que os expõem, apenas para transformá-los em formatos artísticos (e vice-versa) através do uso de colaboração e diálogo. Usando esta técnica, ele conseguiu transformar as formas tradicionais como visitas guiadas (The Emperor’s New Clothes); áudio-guias (A Conversation with the Museum or A Performance to Be Performed); conferências (Le Lotissement du Ciel, Hyperconference); e eventos participativos (The Presence or Another Story/Another Occasion) em algo diferente.

A obra de Ferreiro busca gerar interferências entre os departamentos de curadoria e mediação de instituições culturais, movendo o seu processo a partir dos canais tradicionais de divulgação de arte. Sob esta premissa, Ferreiro realizou projetos em várias instituições internacionais, como o Z33 (Bélgica), Zacheta Gallery (Polónia), MAC (Bogotá Museu de Arte Contemporânea), Lugar a Dudas (Cali), Valand Academy (Gotemburgo), Gaîté lyrique (França); também localmente, no MACBA (Museu de Arte Contemporânea), CaixaForum (La Caixa Foundation Centro Cultural), Fabra i Coats (Barcelona Centro de Arte Contemporânea), Matadero (Madrid) e La Casa Encendida (Madrid).

 

Sábado, 25 de marzo de 2017  

Município adere à Hora do Planeta

Pela primeira vez, Vila Nova de Cerveira associa-se à Hora do Planeta, uma iniciativa da organização global de conservação da natureza WWF - World Wildlife Foundation, como forma de sensibilização para as alterações climatéricas. Este sábado, entre as 20h30 e as 21h30, as luzes dos edifícios públicos do concelho serão desligadas numa ação simbólica.

A Hora do Planeta é hoje a maior campanha ambiental do mundo, mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 8.000 cidades e vilas em 178 países e territórios. Em 2016 foram mais de 110 os municípios portugueses que participaram nesta iniciativa, desligando os principais pontos de interesse das suas localidades.

Este ano, o desafio foi novamente lançado e o Município cerveirense confirmou a sua adesão, de forma a mostrar o seu apoio à ação ambientalmente sustentável. Nesse sentido, durante uma hora o edifício da Câmara Municipal, da Piscina Municipal, da Loja Interativa de Turismo, o Terreiro e a Praça da Galiza vão ficar temporariamente às escuras.

A missão da WWF é travar a degradação do ambiente natural do planeta e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, pela conservação da diversidade biológica, garantindo que as utilizações dos recursos naturais renováveis sejam sustentáveis e promovendo a redução da poluição e do desperdício. Em 2017, a Hora do Planeta pretende aproveitar o poder dos seus milhões de adeptos em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

 

Venres, 24 de marzo de 2017  

Vamos fazer o Roteiro Urbano de Vergílio Ferreira?!

Depois da leitura e reflexão, nada melhor do que visitar in loco alguns espaços referidos pelo escritor na sua obra. E é sob esta premissa que a Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira está a organizar, para dia 5 de abril, o Roteiro Urbano de Vergílio Ferreira, integrado na atividade da Comunidade de Leitores - ‘Chá com Letras’. Inscrições já estão abertas.

Cada ano, um destino literário. E neste 2017, a sugestão recai sobre uma deslocação à freguesia de Melo, no concelho de Gouveia, para fazer um Roteiro Urbano de Vergílio Ferreira, complementada com uma visita guiada ao Museu do Pão, em Seia. Trata-se da habitual atividade de extensão cultural fora de portas da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Ao longo de 2016 e neste início de 2017, o grupo de ‘leitores cerveirenses’ tem-se debruçado sob Vergílio Ferreira, nomeadamente com a leitura e análise das obras “Cartas a Sandra”, “Para Sempre”, “Conta-Corrente 5” e “Contos”. Agora, a ideia é contactar com espaços referenciados nos livros, através de uma visita à terra natal de Vergílio António Ferreira, a freguesia de Melo, onde memórias e histórias da melancolia da Serra da Estrela são partilhadas com os leitores.

A visita é igualmente aberta à população em geral, mediante inscrição efetuada na Biblioteca Municipal até ao final do mês, num limite máximo de 45 pessoas.

De sublinhar que todas as quartas-feiras, a partir das 15h00, a Comunidade de Leitores de Vila Nova de Cereira reúne-se na Biblioteca Municipal para a iniciativa ‘Chá com Letras’. Trata-se de um momento de partilha, reflexão e debate de ideias a partir do livro e da leitura, sob coordenação da Profª. Maria José Areal. Se estiver interessado em participar, basta comparecer a uma sessão.

 

FBAC participa em ciclo de Conversas da Livraria Lello

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) foi convidada a participar na 3.ª mesa do ciclo de debates “Uma cidade pode ser um coração. Um punho – Conversas Livraria Lello”, cuja edição refletirá sobre o tema "Que caminhos para o Porto?". A Bienal Internacional de Arte de Cerveira, a Incubadora de Indústrias Criativas e o impacto que estes dois projetos têm no desenvolvimento da região, serão os assuntos abordados pela FBAC, na próxima sexta-feira, às 17h00, nos Armazéns do Castelo.

Partindo do diálogo entre Economia e Cultura, Arte e Turismo, esta conversa, moderada por Clara Gonçalves (diretora executiva do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto | UPTEC), terá como tópicos de discussão:

- Entre a tradição e as exigências do presente – um futuro para o Porto da moda.

- Porto e o seu lugar na Europa, que posição ocupa a cidade?

- Que modelo de negócio para a cidade?

- A cultura como produto comercial, que modelos de negócio para a cultura?

Inspirados no verso do poeta português Albano Martins, que dá o mote a estas Conversas, o objetivo é levar à discussão a identidade da cidade do Porto, o que se tem feito e o que se pode aprender para abrir caminho para o futuro, com a convicção de que este ciclo de debates trará uma livraria e uma cidade mais coesas.

Participantes confirmados:

- David Parrish, cultural economy expert

- José Novais Barbosa, President of UPTEC - Technology and Science park of University of Porto

- Dieter Hardt-Stremayr, representant of the European Cities Marketing

- Álvaro Covões da Everything is New

- Nuno Correia, Vice-presidente da FBAC

 

Xoves, 23 de marzo de 2017  

Lançado concurso público para 2ª fase de requalificação do Estádio 1º de Janeiro, em Campos

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira abriu concurso público para a empreitada de “Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer de Campos – 2.ª Fase”, com um preço base de 250 mil euros e um prazo de execução de 150 dias. Em abril prevê-se abertura de procedimento para colocação de relvado sintético naquele campo de jogos (3ªfase).

Concluída a construção da estrutura em betão do edifício do Estádio 1º de Janeiro, segue-se agora a 2ª fase de acabamento e apetrechamento desta estrutura onde vão funcionar os balneários/vestiários para as equipas e árbitros, assim como a criação de um posto de primeiros socorros e de apoio médico.

A presente empreitada era um anseio de há alguns anos da Associação Desportiva de Campos, uma vez que as atuais instalações da década de 70 já não reuniam condições mínimas de condições de segurança, salubridade, conforto e estética compatíveis com o enquadramento legal e normativo aplicável. Para além de resolver os problemas da coletividade, esta intervenção vai permitir ainda o apoio às atividades associadas à Ecovia “caminho do rio”.

Perante este cenário, o executivo cerveirense comprometeu-se com a União de Freguesias de Campos e Vila Meã (dono da obra) em conferir o apoio técnico e financeiro necessário para a execução desta obra que acarreta um investimento elevado, totalmente suportado pela autarquia.

A curto prazo será lançado o procedimento de contratação pública para a 3ª e última fase da “Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer de Campos”, caraterizada pela colocação do relvado sintético no campo de jogos.

 

Mércores, 22 de marzo de 2017  

Paula Rego: artista vai ser homenageada principal da Bienal de Cerveira

Paula Rego é a artista homenageada principal da 19.ª edição da bienal de arte mais antiga do país. Aproximando-se dos seus 40 anos, a Bienal Internacional de Arte de Cerveira presta tributo a um dos maiores nomes da pintura nacional e internacional.

A ligação da artista ao evento remonta a 1995, ano em que a reprodução da sua pintura “Guarda” foi capa do catálogo da VIII Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira. “Numa altura em que se anunciava a descontinuação do evento e após um interregno de três anos, eis que surgiu uma 8.ª edição revigorada deste acontecimento artístico e cultural”, como explica o coordenador artístico da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Cabral Pinto. “Paula Rego, hoje reconhecida como uma das principais figuras da arte portuguesa marcou, de certa forma, esta fase de transição na história da Bienal de Cerveira”, acrescenta.

Detentora de um imaginário simbólico distintivo, Paulo Rego encontra-se representada nos mais conceituados museus do mundo. A exposição de homenagem, cuja curadoria é da responsabilidade de Helena AM Pereira, tem como nome “Labirinto de Estórias” pretendendo “convidar o público a fazer uma viagem retrospetiva pelo percurso da artista”, adiantou Cabral Pinto.

Maria Paula Figueroa Rego nasceu a 26 de janeiro de 1935 em Lisboa, mas vive em Londres desde os anos 70. Das distinções que recebeu destaca-se a Grã-Cruz da Ordem de Santiago de Espada (2004), tendo em 2010 recebido pela Rainha Isabel II a Ordem do Império Britânico com o grau de Oficial, pela sua contribuição para as artes.

De recordar que a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira regressa a Vila Nova de Cerveira de 15 de julho a 16 de setembro, sob o tema “Da Pop Arte às Trans-vanguardas, Apropriações da arte popular”, sendo que foi também já anunciada a homenagem ao escultor Jaime Azinheira.

 

Município apoia emigrantes cerveirenses com serviço gratuito

O Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Vila Nova de Cerveira tem vindo a aumentar o número de atendimentos. A grande maioria dos pedidos de apoio prende-se com a abertura e/ou regularização de processos de reforma do estrangeiro, através de um serviço personalizado, permanente e gratuito.

Criado em 2011, através da celebração de um acordo de cooperação entre a Câmara Municipal e a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, o GAE de Vila Nova de Cerveira tem ajudado a obter equivalências e a resolver problemas fiscais, mas o principal motivo da procura são as questões relativas à segurança social (pensões de velhice, viuvez, doença; prestações de doença, familiares, invalidez, maternidade, sobrevivência; subsídio de desemprego) que constituem a grande maioria dos processos.

O GAE presta esclarecimentos aos emigrantes cerveirenses, como também transmite todas as informações que facilitem o regresso definitivo a Portugal ou apoia aqueles que já deixaram de vez os países de acolhimento. Não obstante, também está apto para apoiar aqueles que desejem iniciar um processo de emigração.

Com serviço gratuito, o Gabinete de Apoio ao Emigrante de Vila Nova de Cerveira está localizado na Rua das Cortes, junto à Segurança Social, com horário de atendimento das 09h00 às 12h30.

 

VALENÇA

Valença Poupa 40 Mil Ano em Piscina e Pavilhão Investimento em Painéis Solares Pouparão Mais de 400 mil em 10 anos

Valença conseguiu reduzir 58,5% nos gastos com gás natural nos complexos desportivos da Piscina e Pavilhões Municipais em 2016. Num ano poupou mais de 40 mil euros e em 10 anos espera-se superar os 400 mil.

A aposta feita nas energias renováveis além das poupanças permite mais qualidade de vida e responsabilidade ambiental para Valença. Investimentos que se alargam aos vários equipamentos municipais e iluminação pública, contribuindo para reduzir o CO2 tal como o compromisso assumido por Valença no Pacto dos Autarcas 2020.

Poupança de 81% no Pavilhão

No Pavilhão Municipal conseguiu-se reduzir 81% no gasto de gás natural, no ano de 2016 comparativamente com 2015. Valores que refletem a operacionalidades de um conjunto de painéis solares que permitem abastecer com água quente solar os balneários.

Poupança de 36% na Piscina

Na Piscina Municipal os gastos com gás reduziram 36% comparando o ano 2014 com 2016. O novo sistema de painéis solares está a abastecer com água quente solar os balneários, bem como aquecer os 700 mil litros de água dos tanques da Piscina. A eficiência dos painéis é significativa em grande parte do ano.

A estes valores acrescem reduções significativas nos gastos com eletricidade em números que só relativamente à Piscina Municipal, comparando 2014 com 2016 se situou nos 10%.

Gestão Eficiente de Equipamentos

A par das baterias de painéis solares, nestes dois complexos, um sofisticado sistema de gestão permite monitorizar, em continuo, todos os gastos energéticos e a operacionalidade dos equipamentos. Gestão fundamental para a manutenção dos equipamentos, bem como a sua eficácia para os utentes, como por exemplo manter a água dos tanques da piscina a temperatura correta de 29 graus, a todas as horas, todos os dias do ano, bem como a climatização do edifício.

Maior Parque Solar do Alto Minho

Recorde-se que o conjunto de painéis solares instalados em 2015, nestes equipamentos, são o o maior parque solar do Alto Minho com 96 painéis solares na Piscina Municipal e 54 no Pavilhão Municipal.

Continuar a Reduzir os Gastos

A Câmara vai continuar a investir na eficiência dos equipamentos municipais. Para poupar dinheiro e melhorar a qualidade dos serviços vai-se investir em novas caldeiras para a Piscina Municipal, para reduzir mais gás natural. Programa-se, também, a implantação de um sistema de painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica para consumo próprio.

 

Valença Cidade de Excelência Novo Urbanismo e Turismo Reconhecidos

O trabalho desenvolvido por Valença na área da requalificação urbana e da promoção turística mereceu a Valença o grau de Cidade de Excelência.

Este reconhecimento valoriza o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido e o compromisso de Valença com as acessibilidades e uma cidade melhor para viver para todos.

A bandeira “Cidades de Excelência – Nível II”, foi atribuída a Valença pela Rede de Cidades e Vilas de Excelência, esta terça-feira, 21 de Março.

Na área da regeneração urbana Valença vê reconhecidas as práticas urbanísticas implementadas nas obras desenvolvidas e em curso na área da cidade e do centro histórico.

Na área do turismo Valença vê reconhecidos os projetos Fortaleza Viva e Muralha Digital. Dois programas que permitiram novas leituras sobre a interpretação da evolução histórica de Valença, em especial do conjunto da Fortaleza.

Valença continua a apostar numa cidade mais acessível para todos tanto fisicamente, nas ruas, praças e acessos a edifícios, bem como nas várias plataformas on-line de promoção da cidade.

 

Martes, 21 de marzo de 2017  

Iván Silva, José Carvalho e Marta Noval vencedores em Covas

No passado fim-de-semana, Ivan Silva (K1 Sénior), José Carvalho (C1 Sénior) e Marta Noval (K1 Sénior Feminino) consagraram-se vencedores da VIII Taça Ibérica de Slalom, disputada no Rio Coura, em Vila Nova de Cerveira. Prova registou uma grande afluência dentro e fora de água!

As águas bravas do rio Coura voltaram a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m, por 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis. Concluídas as fases de eliminatórias e as finais da prova, a tabela de classificações foi a seguinte: no K1 Sénior, os três atletas melhor posicionados foram Ivan Silva ÁBravasC 84,29, Antoine Launay DarqueKC 84,58 e Rodrigo Magalhães ÁBravasC 85,58; no C1 Sénior o vencedor, José Carvalho, conseguiu o tempo de 88,45, seguido de Ivan Silva ÁBravasC (100,92) e de Marcos Pereira CPPenedo (101,75). Finalmente, no K1 Sénior Feminino, Marta Noval CCAmora consagrou-se vencedora com o tempo de 121,42, seguida de Sara Bastos ADAmarante com o resultado de 126,30.

Em disputa esteve a VIII Taça Ibérica de Slalom, com organização do Clube Desportivo do Minho – Teixugos, da Associação Kaiak Darque Clube, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas.

O evento contou, uma vez mais, com uma forte participação de atletas dos dois países vizinhos, bem como de uma grande afluência de público que se instalou nas margens do rio Coura para assistir à prova e desfrutar das belas paisagens.

 

Orçamento Participativo 2016: Autarquia entrega carrinha ao Clube Desportivo de Cerveira para transporte de atletas

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, entregou, este domingo, uma carrinha de nove lugares ao Clube Desportivo de Cerveira (CDC), após ter sido um dos três projetos vencedores da edição 2016 do Orçamento Participativo Geral. Cerimónia contou com a presença dos órgãos dirigentes da coletividade e de atletas que assistiram à bênção do veículo.

A proposta apresentada por Júlio Borlido Dantas foi uma das que acolheu um grande número de votos neste processo de cidadania ativa, cabendo à Câmara Municipal a execução do projeto. Neste sentido, foi adquirida uma viatura de nove lugares destinada ao transporte dos atletas do CDC nas deslocações para jogos e treinos. Antes da entrega, o Sr. Padre Carlos Castro procedeu à bênção da carrinha, perante a alegria dos presentes.

O autarca cerveirense referiu que o Orçamento Participativo tem permitido realizar investimentos escolhidos pelos próprios munícipes e que, em muitos casos, são tão ou mais importantes do que as grandes obras. Fernando Nogueira sublinhou que “o CDC é já uma referência na formação desportiva de jovens atleta, cuja adesão tem crescido de ano para ano, pelo que esta nova carrinha vai contribuir para uma maior flexibilização na logística que suporta as atividades desportivas diárias das equipas de formação”.

Em 2016, o Orçamento Participativo Geral de Vila Nova de Cerveira registou uma enorme participação, tendo sido eleitos três projetos vencedores que já estão a ser implementados. Depois da carrinha ao CDC, está para breve a entrega do barco de socorro e respetivo equipamento de mergulho/socorro aos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira; assim como o projeto de Valorização do Couço do Monte Furado já se encontra em pedido de licenciamento ao IPPAR.

Ao longo destes três anos, este é um projeto que o executivo municipal considera ser paradigmático do que deve ser a verdadeira democracia participativa, projeto esse que já a dar frutos.

 

Sábado, 18 de marzo de 2017  

Bienal de Cerveira: Concurso de residências artísticas aberto até 30 abril

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) tem aberto o período de candidaturas ao Concurso de Residências Artísticas 2017, para o desenvolvimento de projetos de artistas nacionais e estrangeiros em Vila Nova de Cerveira, no âmbito da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira.

Segundo o coordenador artístico e de produção, Cabral Pinto, o objetivo é “motivar a troca de experiências e conhecimento entre artistas e destes com a comunidade local, projetando as artes e a cultura portuguesa”.

As residências artísticas selecionadas decorrerão em quatro fases, entre 1 de setembro a 1 de novembro de 2017, na Casa do Artista Pintor Jaime Isidoro e no Fórum Cultural de Cerveira.

As normas do concurso e o formulário de inscrição podem ser consultados em português, inglês e espanhol, na página oficial da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira www.bienaldecerveira.pt/xix-bienal. As inscrições decorrem até 30 de abril.

De recordar que a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira regressa a Vila Nova de Cerveira de 15 de julho a 16 de setembro, sob o tema “Da Pop Arte às Trans-vanguardas, Apropriações da arte popular”.

A Casa Do Artista Jaime Isidoro

Jaime Isidoro, construtor de edifícios míticos, congregador de sinergias nas Artes, foi o primeiro português que acreditou nos artistas, para lá da sua representação temporal e lhes proporcionou condições de os transformar de visionários em “arquitetos”, de uma nova forma de comunicação, através do que está para lá da visão do simples espetador. Ele foi o promotor da ideia de uma residência em Cerveira que permitisse a criadores de arte fazerem residências de investigação e produção que aproximassem as populações do Concelho, à ideia da comunicação através da Arte para o seu desenvolvimento sociocultural e, consequentemente, económico. Assim nasceu a Casa do Artista, em 2001, onde já passaram mais de 400 artistas, que produziram grande parte de um espólio artístico, hoje integrado no Museu Bienal de Cerveira.

 

VIII Taça Ibérica de Slalom sugere dois dias radicais

Restabelecido o caudal do rio Coura, o desporto radical está de regresso à freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova de Cerveira. Este fim-de-semana, 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis vão disputar a VIII Taça Ibérica de Slalom, desfrutando das belas paisagens envolventes.

As águas bravas do rio Coura voltam a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m. Os atletas participantes procuram obter a melhor classificação na prática da modalidade numa prova de prestígio internacional. As caraterísticas especificas do terreno e o facto de a zona estar protegida dos ventos dominantes torna a localidade de Covas num ponto de referência do slalom.

Com organização pelo Clube Desportivo Minho – Teixugos, pela Associação Kaiak Darque Clube e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas, a VIII Taça Ibérica de Slalom decorre no fim-de-semana.

O desporto, indoor/outdoor, tem vindo a adquirir uma enorme importância no concelho cerveirense. Pelas montanhas de Cerveira pratica-se Trail e BTT. Pelos rios, o slalom, remo e passeios turísticos. Harmonizado com estas duas últimas vertentes, surge o triatlo. Mas há ainda o futebol, futsal e atletismo, entre outros desportos não federados.

A atratividade desportiva de Vila Nova de Cerveira tem sido corroborada pelo número crescente de eventos, com destaque para aqueles que suscitam a paixão pelo desporto de aventura e radical, rio e montanha. Desta forma, o turismo de natureza na ‘Vila das Artes’ está em afirmação.

 

Cerveira promove conceito de ‘Vila das Artes’ na BTL 2017

O Município de Vila Nova de Cerveira ruma a Lisboa, este fim-de-semana, para participar na maior feira do setor em Portugal, a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). A XIX Bienal Internacional de Arte, o XIII Dancerveira e o Desfile de Crochet são os eventos em grande destaque no sábado, 18 de março.

Conhecida como Cerveira, Vila das Artes’, o sábado à tarde é dedicado à bienal de arte mais antiga do país através de uma ação promocional da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (15 de julho a 16 de setembro de 2017) para as 16h00, no stand de Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ETPN).

Segue-se uma performance da ADEIXA para promover o XIII DANCERVEIRA que, este ano, decorre de 29 de junho a 02 de julho. Este será um espaço artisticamente animado e colorido, com as bailarinas a atuarem vestidas de crochet, chamando a atenção para o evento ‘O Crochet veste com arte… em Cerveira’, que vai realizar-se no dia 22 de julho.

 

Acessibilidades no Alto Minho – Conclusão da A 28 até Valença e conexão às áreas empresariais

Em recente Assembleia de CECOTRAN – Centro de Cooperação Empresarial Transfronteiriça, que agrega Estruturas Empresariais do Norte de Portugal e da Galiza, as acessibilidades na região e a internacionalização das nossas empresas mereceram, mais uma vez, o destaque no conjunto dos temas abordados. Referimos–nos muito concretamente às ligações rodoviárias e ferroviárias no Noroeste Peninsular, onde se destaca a ligação ferroviária para passageiros e mercadorias Porto – Viana do Castelo – Vigo, com seguimento para Ourense e Madrid, e a A28, Porto – Viana do Castelo – Valença.

Quanto à primeira, a CEVAL – Confederação Empresarial do Alto Minho, a Câmara Municipal de Valença e a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira congratulam–se com o lançamento do concurso para a modernização da linha do Minho, no troço Viana do Castelo – Valença, que agora se realiza, complementado com outros procedimentos já executados, que evidenciam a sua prioridade e respondem às reivindicações, cumprindo-se a calendarização prevista, de Empresários e Autarcas.

Quanto à A 28, mantêm–se integralmente os motivos de insatisfação, protesto e reivindicação de toda uma região. Está também em causa, com fortíssima incidência para Valença e Vila Nova de Cerveira, a não conclusão da ligação até Valença com a imprescindível conexão às áreas empresariais dos dois concelhos. O trabalho e esforço quotidiano de Empresários e Autarcas na diplomacia económica, na negociação e instalação de novos projetos, na criação de emprego, cada vez mais qualificado, e na criação de riqueza para a região terá de ser acompanhado pela criação de infraestruturas que facilitem mobilidade, a coesão territorial e a cooperação intermunicipal.

 

Venres. 17 de marzo de 2017  

Alunos cerveirenses conviveram com “Escritores em Belém”

O Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira foi um dos selecionados, entre mais de 200 escolas de todo o país, para proporcionar a um grupo de alunos uma conversa com o escritor António Mota no Palácio de Belém, complementada por uma visita aos jardins do Palácio e ao Museu da Presidência da República. Deslocação a Lisboa decorreu esta terça-feira, com a presença da Vereadora Aurora Viães, e com uma surpresa final: um breve convívio com o Presidente da República.

“Escritores em Belém” é a primeira iniciativa virada especialmente para a Educação deste mandato presidencial do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa. A Presidência da República junta escritores de livros infantojuvenis com alunos do Ensino Básico e Secundário para uma conversa em torno dos livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura, no Palácio de Belém.

Por intermédio da Biblioteca Escolar, Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira candidatou-se a este programa aberto à participação de todas as escolas do país, sendo selecionado para participar na sessão desta terça-feira, 14 de março.

Os professores do 1º ciclo, em sede de departamento, selecionaram as turmas 3ºA do Centro Escolar Norte – Campos e 4ºA do Centro Escolar de Cerveira que rumaram à capital portuguesa para uma atividade lúdico pedagógica fora do contexto escolar e sempre com a expetativa de conhecer o com a possibilidade de conhecer o Presidente da República.

Acompanhados dos respetivos professores e auxiliares, e com a presença da Vereadora Aurora Viães e do diretor do Agrupamento Venceslau Teixeira, os alunos estiveram à conversa com o escritor António Mota, visitaram os jardins do Palácio de Belém e o Museu da Presidência da República. A meio da visita, o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa surpreendeu o grupo com a sua presença, com os pequenos terem a possibilidade de conversarem com o Presidente da República e de preservar esse momento com selfies e fotografia de grupo.

O Programa “Escritores no Palácio” conta com a colaboração da Associação Portuguesa de Escritores, da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, do Plano Nacional de Leitura, da Rede de Bibliotecas Escolares e da Sociedade Portuguesa de Autores.

 

Alunos cerveirenses selecionados para Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens

Ultrapassada a fase de apresentação e votação de um projeto no contexto escolar e a de âmbito distrital, um grupo de estudantes da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira e do Colégio de Campos foram selecionados para integrar a restrita equipa de jovens ‘deputados’ distritais que vão representar o Círculo de Viana do Castelo na Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens, agendada para 8 e 9 de maio, na Assembleia da República.

Várias escolas do distrito de Viana do Castelo participaram no Programa Parlamento dos Jovens 2016/2017, sob o tema “40 anos da Constituição da República Portuguesa e do Poder Autárquico”. A representar Vila Nova de Cerveira, nas vertentes secundário e básico, estiveram a Escola Básica e Secundária e o Colégio de Campos que acompanharam, desde o início, o processo com muito entusiamo e dedicação, alcançando resultados meritórios.

A 7 de março realizou-se a Sessão Distrital do Círculo de Viana do Castelo, com a presença de dezenas de jovens deputados que debateram, ao longo do dia, o tema proposto. No final, foram votados os dois Projetos de Recomendação do -Básico e Secundário - que representarão este Círculo na Sessão Nacional, a realizar nos dias 8 e 9 de maio, na Assembleia da República.

No âmbito do ensino secundário, entre os representantes eleitos estão Leandro Pereira e Manuel Pereira da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira, que se juntam a mais quatro jovens da Escola Secundária de Monserrate e da Escola Secundária de Ponte da Barca. O 3º Ciclo do Ensino Básico do Colégio de Campos participou com os alunos Magna Amorim, Inês Costa, Mariana Lagoa, Ana Rita Cunha e Vasco Alves que foram eleitos deputados para a sessão nacional após o seu Projeto Recomendação ter sido o mais votado.

Além de sublinhar a longa e dignificante tradição de participação destes estabelecimentos de ensino cerveirenses na iniciativa de participação cívica, a vereadora da Educação do Município cerveirense, Aurora Viães congratula os jovens e professores pelo interesse e excelente trabalho na utilização deste espaço para o desenvolvimento de outras competências, como a capacidade crítica e partilha de ideias para a resolução de questões do presente e futuro, bem como impulsiona o espírito de equipa e participação cívica.

O Programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa conjunta da Assembleia da República, do I.P.D.J., do Ministério da Educação, da Direção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas e das Assembleias Legislativas das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

 

Xoves, 16 de marzo de 2017  

 Cerveira promove conceito de ‘Vila das Artes’ na BTL 2017

O Município de Vila Nova de Cerveira ruma a Lisboa, no próximo fim-de-semana, para participar na maior feira do setor em Portugal, a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). A XIX Bienal Internacional de Arte, o XIII Dancerveira e o Desfile de Crochet são os eventos em grande destaque no sábado, 18 de março.

A 29.ª edição da BTL- Bolsa de Turismo de Lisboa arranca hoje na FIL – Parque das Nações, prolongando-se até ao próximo domingo. Vila Nova de Cerveira apresenta-se no espaço do Consórcio Minho IN, integrado no stand da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ETPN), com uma programação especial para dar a conhecer as potencialidades do concelho, em particular a vertente artística cultural que vai marcar o verão 2017.

Conhecida como Cerveira, Vila das Artes’, o sábado à tarde é dedicado à bienal de arte mais antiga do país através de uma ação promocional da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (15 de julho a 16 de setembro de 2017) para as 16h00, no stand de Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ETPN).

Segue-se uma performance da ADEIXA para promover o XIII DANCERVEIRA que, este ano, decorre de 29 de junho a 02 de julho. Este será um espaço artisticamente animado e colorido, com as bailarinas a atuarem vestidas de crochet, chamando a atenção para o evento ‘O Crochet veste com arte… em Cerveira’, que vai realizar-se no dia 22 de julho.

Entre as 14h00 e as 20h30, o Stand Minho In acolhe a elaboração de crachás personalizados, distribuição de flyers e de vouchers para a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, assim como um espaço de pintura ao vivo pelo convidado Ricardo de Campos. No final, será sorteada uma obra de arte.

A BTL 2017 promete muitas surpresas ao longo dos 1200 expositores, onde estarão presentes os representantes de turismo internacionais e regionais, agências de viagens e operadores turísticos, hotelaria, transportes, entre muitos outros. Na sua 29.ª edição a BTL, feira de turismo organizada pela FIL e Fundação AIP, espera superar os 75 mil visitantes do ano passado.

 

Mércores, 15 de marzo de 2017  

Aquamuseu colabora com CIIMAR no projeto ECOSERVICES

Até 31 de dezembro de 2018, o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) está a desenvolver o projeto INNOVMAR e, para o qual, conta com a colaboração do Aquamuseu do Rio Minho numa das linhas de investigação, o ECOSERVICES.

O objetivo geral do ECOSERVICES passa pela avaliação da qualidade ambiental, da vulnerabilidade e dos riscos para a gestão sustentável dos recursos naturais e dos serviços dos ecossistemas da costa Noroeste. No caso específico do rio Minho, a colaboração do Aquamuseu diz respeito ao trabalho de investigação que pretende avaliar o impacto do bivalve exótico, como por exemplo a amêijoa asiática, sobre espécies residentes e com importância ecológica e económica, nomeadamente a solha.

O projeto mais abrangente, INNOVMAR, tem a duração de três anos e recebeu um financiamento de 4.2 milhões de euros.

De sublinhar que a espécie invasora em causa (o bivalve exótico Corbicula fluminea) é altamente resistente, reproduz-se duas vezes por ano e têm uma capacidade de adaptação ambiental e alimentar elevada. Por isso, quando introduzida num novo local, competem com os organismos já existentes pelo habitat e pelo alimento. Vários quilómetros do Rio Minho estão colonizados pela amêijoa asiática que se adaptou às condições e ocupou o espaço, eliminando parcialmente as outras espécies de moluscos.

 

Vem divertir-te nas Férias da Páscoa no Aquamuseu!

De 10 a 13 de abril, entre as 14h00 e as 17h00, o Aquamuseu do rio Minho volta a convidar crianças dos 7 aos 13 anos de idade para participar numa série de atividades lúdico-pedagógicas relacionadas com as aves e a primavera. São as Férias da Páscoa que estão a chegar ao Aquamuseu e prometem surpreender.

No decorrer dos quatro dias, as crianças inscritas vão ter a oportunidade de desenvolver experiências relacionadas com as caraterísticas especiais das aves, o seu ciclo de vida e ameaças, formas de as ajudar a reproduzirem-se, abrigarem-se e alimentarem-se e a importância da primavera para a reprodução de uma grande parte delas.

Assim sendo, as atividades estão distribuídas entre a teoria e a prática. Num dos dias fala-se das caraterísticas gerais das aves e das ameaças que elas enfrentam, criando um livro de registo que será utilizado ao longo das atividades para registar tudo o que for relevante; noutro dia, aborda-se o ciclo de vida das aves e da primavera, tendo como vertente prática a construção de uma espécie de ninhos em forma de caixa usando embalagens; haverá ainda um dia dedicado apenas à parte prática que consiste em criar ninhos usando fios para colocar dentro das caixas ninho; e por último, serão desenvolvidos comedouros através de garrafas de plástico para alimentar os pássaros.

A pausa letiva da Páscoa pode ser bem dinâmica, conciliando diversão e aprendizagem ao nível das suas competências sociais e cognitivas. Para mais informações e inscrições deverá ser contactado o Aquamuseu do Rio Minho, através do telefone 251 708 026 ou do endereço de e-mail aquamuseu@cm-vncerveira.pt

 

 

VALENÇA

Gostas de Caminhar? Vem Descobrir Trilhos Entre Portugal e Espanha

O bom tempo convida a mergulhar na natureza da Eurocidade por trilhos carregados de histórias e segredos preparados para serem descobertos.

No próximo fim de semana arranca a primeira das oito caminhadas guiadas da Eurocidade.

A primeira caminhada decorrerá no Trilho da Veiga da Mira, em Valença, domingo, 19 de março. Uma visita ao Biótipo da Veiga da Mira, à Ecopista e às margens ribeirinhas do rio Minho, uma oportunidade para descobrir um dos principais espaços naturais do rio Minho. Uma caminhada com degustação de lampreia incluída no Festival Gastronómico Sabores da Lampreia que decorre este fim, de semana na comunidade valenciana de pescadores de São Pedro da Torre. Este trilho tem inscrição obrigatória.

O calendário anual de trilhos da Eurocidade prolonga-se até 24 de setembro.

Os percursos da Rede de Trilhos da Eurocidade são sempre circulares e centram-se na descoberta dos valores patrimoniais, culturais e naturais. Ano após ano, um numero crescentes de amantes da natureza e do turismo ativo, tem tornada esta rede da Eurocidade uma referência no Noroeste Peninsular.

Os interessados poderão obter mais informações ou inscrever-se pelo e-mail: caminhadas.andainas@gmail.com ou através dos telefones 00351 934 440 770 ou 0034 607 785 601

 

Martes, 14 de marzo de 2017  

Vem divertir-te nas Férias da Páscoa no Aquamuseu!

De 10 a 13 de abril, entre as 14h00 e as 17h00, o Aquamuseu do rio Minho volta a convidar crianças dos 7 aos 13 anos de idade para participar numa série de atividades lúdico-pedagógicas relacionadas com as aves e a primavera. São as Férias da Páscoa que estão a chegar ao Aquamuseu e prometem surpreender.

No decorrer dos quatro dias, as crianças inscritas vão ter a oportunidade de desenvolver experiências relacionadas com as caraterísticas especiais das aves, o seu ciclo de vida e ameaças, formas de as ajudar a reproduzirem-se, abrigarem-se e alimentarem-se e a importância da primavera para a reprodução de uma grande parte delas.

Assim sendo, as atividades estão distribuídas entre a teoria e a prática. Num dos dias fala-se das caraterísticas gerais das aves e das ameaças que elas enfrentam, criando um livro de registo que será utilizado ao longo das atividades para registar tudo o que for relevante; noutro dia, aborda-se o ciclo de vida das aves e da primavera, tendo como vertente prática a construção de uma espécie de ninhos em forma de caixa usando embalagens; haverá ainda um dia dedicado apenas à parte prática que consiste em criar ninhos usando fios para colocar dentro das caixas ninho; e por último, serão desenvolvidos comedouros através de garrafas de plástico para alimentar os pássaros.

A pausa letiva da Páscoa pode ser bem dinâmica, conciliando diversão e aprendizagem ao nível das suas competências sociais e cognitivas. Para mais informações e inscrições deverá ser contactado o Aquamuseu do Rio Minho, através do telefone 251 708 026 ou do endereço de e-mail aquamuseu@cm-vncerveira.pt

 

Fundação Bienal de Arte de Cerveira participa na BTL

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) vai marcar presença na BTL – Bolsa Turismo de Lisboa, que decorre de 15 a 19 de março, em Lisboa, com uma ação promocional da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (15 julho a 16 setembro 2017). A bienal de arte mais antiga do país apresenta-se, assim, na maior feira de turismo de Portugal como uma das ofertas turísticas do Município de Vila Nova de Cerveira para este ano.

Esta participação decorrerá no espaço do Consórcio Minho IN, integrado no stand da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ETPN).

A BTL promete muitas surpresas ao longo dos 1200 expositores, onde estarão presentes os representantes de turismo internacionais e regionais, agências de viagens e operadores turísticos, hotelaria, transportes, entre muitos outros.

Na sua 29.ª edição a BTL, feira de turismo organizada pela FIL e Fundação AIP, espera superar os 75 mil visitantes do ano passado.

Programa da participação de Vila Nova de Cerveira| 18 de março (sábado)

bullet

14h00 às 20h30 – Elaboração de crachás personalizados; distribuição de flyers e de vouchers de entrada para a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (Stand Minho IN);

bullet

14h00 às 20h00 – Pintura ao vivo com artista convidado Ricardo de Campos. (Stand Minho IN);

bullet

16h30 - ADEIXA – XIII Dancerveira (Stand ETPN);

bullet

16h00 - Apresentação da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, pelo Presidente da FBAC e do Município, Fernando Nogueira, e coordenador artístico do evento, Cabral Pinto. (Stand ETPN);

bullet

20h00 - Sorteio de obra de arte (Stand Minho IN).

 

Sábado, 11 de marzo de 2017  

1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho a 1 e 2 de abril

Durante o primeiro fim-de-semana de abril, o Pavilhão Multiusos de Vila Nova de Cerveira será o ponto de encontro entre quem recruta e quem procura emprego na região. A 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho (FEMF.AM) conta com a participação de dezenas de empresas e instituições com várias ofertas de emprego. Entrada livre.

Com organização da Associação Cultural e Recreativa Minho na Vila (ACRMV), e apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, esta iniciativa visa dar a conhecer as propostas diretas de emprego com a presença de várias empresas, de stands sobre os cursos e oportunidades de estudo para jovens que anseiam iniciar o percurso profissional, para além de se constituir como um espaço para troca de contactos e de experiências de forma a potenciar novas ideias de negócio.

Para Alexandre Hilário Barbosa da ACRMV, este certame apresenta-se como “uma oportunidade única do público em geral poder candidatar-se às vagas disponíveis em empresas de grande estrutura regional espalhadas pelos vales do Minho e Lima”. O promotor realça que Vila Nova de Cerveira “é um concelho dinâmico, onde as empresas sediadas têm alertando para a necessidade deste tipo de iniciativas, com o objetivo de verem concretizadas as necessidades urgentes de mão de obra qualificada”.

O edil cerveirense congratula-se com o percurso traçado na consolidação empresarial do concelho, “através da criação de uma rede de parcerias que nos ajudem neste desidrato, alicerçadas em algumas das excelentes instalações que o nosso perímetro industrial possui, nomeadamente a creche, o CAE e o Multiusos”. “Hoje o principal problema dos nossos empresários é a falta de mão de obra para puderem, como é sua vontade, ampliar as suas empresas, e é de felicitar o promotor desta feira pela sua visão”, assegura Fernando Nogueira, acrescentando: “Cerveira quer estar um passo à frente e proporcionar às empresas, aos empresários e aos trabalhadores, melhores condições de trabalho e valorização profissional de forma a promover a inovação e o desenvolvimento, fator chave para reforçar a internacionalização”.

Ao longo de uma área de 1.350m2, este evento pode dar respostas para uma melhoria profissional.  Com entrada livre, a 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho decorre nos dias 1 e 2 de abril, no Pavilhão Multiusos, entre as 10h00 e as 20h00.

 

XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira apresenta nova imagem

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira acaba de lançar a imagem da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que regressa a Vila Nova de Cerveira de 15 de julho a 16 de setembro 2017, sob o tema “Da Pop Arte às Trans-vanguardas, Apropriações da arte popular”.

Com a assinatura dos designers Margarida Azevedo e João Lemos, a nova imagem da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira recorda as mudanças gráficas e plásticas que ocorreram nas últimas décadas, decorrentes da transformação visual e tecnológica que os meios digitais conduziram.

“Esta evolução gráfica expressa uma contemporaneidade vanguardista na cor e na forma, que se manifesta na diversidade de articulações dos diversos elementos que a compõem”, esclarecem os autores.

 

Venres, 10 de marzo de 2017  

VIII Taça Ibérica de Slalom sugere dois dias radicais

Restabelecido o caudal do rio Coura, o desporto radical está de regresso à freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova de Cerveira. No fim-de-semana de 18 e 19 de março, 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis vão disputar a VIII Taça Ibérica de Slalom, desfrutando das belas paisagens envolventes.

As águas bravas do rio Coura voltam a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m. Os atletas participantes procuram obter a melhor classificação na prática da modalidade numa prova de prestígio internacional. As caraterísticas especificas do terreno e o facto de a zona estar protegida dos ventos dominantes torna a localidade de Covas num ponto de referência do slalom.

Com organização pelo Clube Desportivo Minho – Teixugos, pela Associação Kaiak Darque Clube e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas, a VIII Taça Ibérica de Slalom decorre no fim-de-semana de 18 e 19 de março.

O desporto, indoor/outdoor, tem vindo a adquirir uma enorme importância no concelho cerveirense. Pelas montanhas de Cerveira pratica-se Trail e BTT. Pelos rios, o slalom, remo e passeios turísticos. Harmonizado com estas duas últimas vertentes, surge o triatlo. Mas há ainda o futebol, futsal e atletismo, entre outros desportos não federados.

A atratividade desportiva de Vila Nova de Cerveira tem sido corroborada pelo número crescente de eventos, com destaque para aqueles que suscitam a paixão pelo desporto de aventura e radical, rio e montanha. Desta forma, o turismo de natureza na ‘Vila das Artes’ está em afirmação.

 

Xoves, 9 de marzo de 2017  

Exposição de tributo a escritoras portuguesas na Biblioteca Municipal

Para assinalar o Dia Internacional da Mulher, a Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira apresenta, a partir de hoje, uma mostra evocativa do papel das mulheres nas Letras. São oito as escritoras de Língua Portuguesa homenageadas até dia 25 de março.

Intitulada “8 mulheres, 8 autoras: Exposição de Literatura no Feminino”, a mostra pretende dar a conhecer a vida e a obra de Florbela Espanca, Ilse Losa, Maria Judite de Carvalho, Matilde Rosa Araújo, Natália Correia, Fernanda Botelho, Maria Teresa Horta e Laurinda Fernandes de Carvalho Araújo.

Trata-se de uma viagem em revista de painéis biográficos e das obras das escritoras homenageadas, cujas vidas e património literário assumem uma posição de relevo na história da cultura nacional.

De sublinha que o Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de março, surgindo no final do Século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, de direito de voto.

Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.

 

Mércores, 8 de marzo de 2017  

Terreiro acolhe rastreio gratuito de educação para a saúde

Entre esta sexta-feira e domingo, estudantes de Medicina do Porto vão realizar, em Vila Nova de Cerveira, um rastreio aos fatores de risco cardiovascular. Equipa promove o XIII Medicina na Periferia, no Terreiro, com o objetivo de educar a população para estilos de vida mais saudáveis.

Com organização da Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto (AEICBAS-UP), e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, esta iniciativa visa rastrear a Diabetes, Hipertensão Arterial e Obesidade, através da medição de Índice de Massa Corporal e Perímetro Abdominal.

Todos os anos, as doenças cardiovasculares são responsáveis por milhares de mortes em Portugal. Apesar da sua fatalidade, existem vários fatores de risco que são precavíeis e modificáveis, estando nas mãos da população o poder de conseguir melhorar a sua saúde.

O rastreio em Vila Nova de Cerveira tem o seguinte horário de funcionamento: sexta-feira das 14h00 às 18h00, no sábado das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, e no domingo das 09h00 às 13h00.

 

Aprovada classificação do Fortim da Atalaia como Imóvel de Interesse Público

Ao final de 38 anos, o processo de classificação do Fortim da Atalaia como Imóvel de Interesse Público (IIP) está a dar os últimos passos. O Ministério da Cultura acaba de emitir um parecer favorável ao projeto, reconhecendo definitivamente o enorme valor patrimonial daquela estrutura localizada no Alto de Lourido, na União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe. Projeto de Decisão vai ser colocado em Consulta Pública durante 30 dias, após publicação em Diário da República.

Em 1979, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira deu início ao processo de classificação da Atalaia, tendo mesmo nessa altura saído em Diário da República. Contudo, até à passada semana, o processo encontrava-se definido como “em vias de classificação”. Após 38 anos, a autarquia cerveirense recebeu luz verde do Ministério da Cultura, para se avançar com a finalização do processo de classificação como Imóvel de Interesse Público a totalidade da Atalaia, incluindo a torre, os fosso e estruturas complementares.

Para o autarca cerveirense, Fernando Nogueira, “a conclusão deste processo é uma valiosa notícia para Cerveira e para os cerveirenses, constituindo-se como uma das formas de conseguir avançar com uma preservação e valorizarão digna e efetiva da Atalaia como merece. Para além de ficar legalmente protegida, abrem-se janelas de oportunidade para recorrer a fontes de financiamento para sua reabilitação”.

Datada dos meados do século XVII e de foro privado, a Atalaia é a mais pequena das fortificações que constituíram o conjunto defensivo de Vila Nova de Cerveira, garantindo a sua participação na defesa do Minho durante as Guerras da Restauração. Por estar localizada num ponto elevado, a Atalaia tinha como grande missão apoiar o Castelo de Cerveira e o Forte de Lovelhe que, pela localização próxima ao rio, eram mais vulneráveis, assim como a missão de vigilância sobre a fronteira, o rio Minho e a estrada de ligação entre Caminha e Valença.

O Projeto de Decisão emitido pelo Secretário de Estado da Cultura foi enviado para publicação em Diário da República, para ser colocado em consulta pública durante 30 dias. Pode ser consultado através do link www.patrimoniocultural.gov.pt/ (Património/Pesquisa de Património Imóvel/ Classificação de Bens Imóveis e Fixação de ZAP/Consultas Públicas/Ano em Curso).

 

VALENÇA

Cinco Sabores da Lampreia em Valença. Três Dias no Maior Festival Gastronómico do Mundo

A lampreia vai ser rainha à mesa, apresentada em cinco pratos e outras tantas inovações. A comunidade de pescadores de São Pedro da Torre, em Valença, é o destino, no fim de semana de 17 a 19 de março.

Cinco Variedades de Lampreia

O conceituado e já catalogado maior festival gastronómico dedicado à lampreia, no mundo, reúne as cinco variedades tradicionais de apresentar a lampreia à mesa. Lampreia à Bordalesa, Arroz de Lampreia, Fumada/Grelhada, Assada no Forno, Recheada ou o prato dos cinco sabores, são os tipos de lampreia que a tradição convida a saborear.

Este está considerado o melhor festival do mundo não só pela quantidade de lampreias saboreadas, mas também pela variedade, riqueza e originalidade dos pratos.

Preparada por Quem Sabe

A lampreia passa pelas mãos de quem sabe, cozinheiros especializados, verdadeiros guardiões de saberes seculares. As comunidades de pescadores conservaram e apuraram receitas de que resultam estas cinco variedades apresentadas no festival.

Novas Tendências Gastronómicas da Lampreia

Quer descobrir lampreia em Sushi, Empanada, Gressinos e Escabeche de lampreia com framboesas? Então tem mesmo que vir aos Sabores da Lampreia! As novas tendências estarão cargo do curso de hotelaria da EPRAMI com degustação ao almoço dos três dias do festival.

Esta é a oportunidade para comer uma boa lampreia em Valença. Séculos de tradição a apurar receitas resultam em 5 pratos que são um convite a deliciar-se com estes manjares. Saboreá-la é uma experiência gustativa que proporciona uma viajem pelos sabores mais genuínos da região raiana.

A Melhor Lampreia do Mundo

A melhor lampreia do mundo, pescada artesanalmente no Minho e confecionada por cozinheiros especializados vai-se apresentar, no Festival Gastronómico, genuína, revelando todos os segredos ancestrais dos seus sabores.

Valença tem duas comunidades de pescadores secularmente ligadas ao rio Minho e à pesca da lampreia, São Pedro da Torre e Cristelo Côvo, onde as redadas, proporcionam as divinas lampreias que marcam esta temporada gastronómica.

Pescadas nas últimas semanas tem estado a ser apuradas em tanques da Associação Sabores do Rio Minho, em água corrente. A técnica é antiquíssima e conhecida por “bater a lampreia”, um modo que enrije-se a sua carne, o que permitirá, aquando da sua confeção, pratos de excelência.

Sabores da Lampreia é uma genuína festa gastronómica valenciana que, ano após ano, se tem afirmado como o maior evento gastronómico da região dedicado à lampreia.

 

Martes, 7 de marzo de 2017  

Envolvente da EB2,3/S alvo de profunda requalificação

Devido ao avançado estado de degradação urbanística, ambiental e de acessibilidade, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai intervir no espaço público envolvente à EB2,3/S do concelho. Submetida ao ‘Aviso NORTE-16-2016-16 da Reabilitação Urbana’, a empreitada tem um preço base de 230 mil euros e uma execução de 90 dias.

A área a intervencionar corresponde a uma zona de grande afluxo diário pela presença do principal estabelecimento de ensino do concelho, mas também dos edifícios de comércio e de um elevado número de habitações. Localizada no centro da vila, a empreitada integra a 3ª fase da “Regeneração Urbana da Entrada Sul da Vila”, considerada fundamental para a revitalização e melhoria da atratividade de Vila Nova de Cerveira.

O objetivo deste projeto é garantir condições de comodidade e segurança aos seus utilizadores, através da organização de todo aquele espaço, conferindo-lhe o máximo de funcionalidade, sem comprometer o seu enquadramento e equilíbrio entre a parte edificada e a envolvente natural e dotá-lo de todas as infraestruturas necessárias ao seu correto e eficiente funcionamento. De salientar que a presente proposta teve em conta as várias condicionantes e realidades existentes, nomeadamente a proximidade da EN 13, a existência da EM 516 e da Escola EB 2,3/ S de Vila Nova de Cerveira.

Após auscultação pública de moradores e/ou utilizadores, realizada em outubro passado, o projeto foi fechado com aprovação em reunião de câmara de 30 de novembro de 2016, e a empreitada de “Requalificação do Espaço Público Envolvente à EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira” encontra-se em fase de procedimento de contratação pública, após publicação em Diário da República no final do mês de fevereiro, com um preço base adotado de 230 mil euros e o prazo de execução de 90 dias.

A operação integra uma candidatura mais abrangente, dividida em três fases (duas já executadas), num investimento total de cerca de meio milhão de euros, com uma comparticipação do FEDER de 300 mil euros.

 

VALENÇA

Mais uma Fábrica em Valença Parque Empresarial Continua a Crescer

O Parque Empresarial de Valença vai receber mais uma nova unidade industrial ligada à transformação de alumínio.

A nova unidade industrial ocupará um lote de terreno com 17 mil metros quadrados, do Parque Empresarial de Valença, localizado em Gandra.

As sondagens no terreno já começaram, estando previsto o arranque da construção das naves da nova unidade industrial em breve.

Esta nova unidade industrial junta-se a um conjunto de investimentos recentes em novas unidades e na ampliação de existentes de que se destacam a ampliação da Antolin e a nova unidade da Marsan.

Valença é, cada vez mais, atrativa para a fixação de novos investimentos industriais não só no cluster automóvel, mas nas mais diversas áreas. Hoje, posiciona-se como um dos grandes polos de atração de investimento estrangeiro.

A oferta de solo industrial infra-estruturado, mão de obra cada vez mais qualificada, acessos rodoviários por auto-estrada aos grandes polos industriais da Península, proximidade a portos e aeroportos colocam Valença no topo dos locais de preferência dos grandes investidores.

A aposta na captação de novos investimentos tem sido uma das grandes prioridades do concelho que neste momento dispõem do Parque Empresarial de Valença e da Zona Industrial de São Pedro da Torre. Nestas duas áreas industriais estão garantidos investimentos superiores a 30 milhões de euros, nos próximos dois anos, em novas fábricas e na ampliação de unidades industriais existentes.

 

Sábado, 4 de marzo de 2017  

Formalizada parceria institucional para dinamização do setor empresarial

O Município de Vila Nova de Cerveira formalizou, esta segunda-feira à tarde, um protocolo de colaboração que une cinco entidades em torno da afirmação do concelho como entidade de referência na Incubação Empresarial do Empreendedorismo e Inovação da região. Valorizar a qualificação dos recursos humanos e das infraestruturas de apoio existentes, bem como promover a internacionalização das empresas instaladas e cativar potenciais interessadas, são as principais linhas diretrizes.

Congratulando-se com o interesse e o envolvimento de várias entidades na dinamização empresarial de Vila Nova de Cerveira, o autarca Fernando Nogueira realçou que “a criação de parcerias direcionadas para fortalecer os instrumentos de apoio às empresas é tida como crucial para o sucesso de uma opção estratégica municipal de promoção do empreendedorismo, da inovação e da incubação empresarial”. “Pretendemos que esta aliança tenha por base a proximidade com empreendedores e empresas para colocar Cerveira nas principais rotas de projetos e redes internacionais, sem descurar a hipótese de colaboração com os concelhos vizinhos”, afirmou.

 

Autarquia avança com requalificação de quatro artérias da vila

Uniformizar espaços e acessos, dotando-os de melhores infraestruturas é o objetivo da Requalificação da Praça D. Dinis e sua envolvente, um projeto que a Câmara Municipal acaba de apresentar à população. Num investimento previsto de meio milhão de euros, a submeter ao ‘Aviso NORTE-16-2016-16 da Reabilitação Urbana’, a empreitada abrange as ruas D. Manuel I, Belo Cais, Escola do Rei e Martins Vicente.

Por se tratar de quatro artérias de grande fluxo habitacional e comercial, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira convocou a população, em particular os moradores, para uma reunião de trabalho de apresentação do estudo prévio e auscultação de sugestões. A sessão decorreu ontem ao final da tarde, na Biblioteca Municipal, com uma participação significativa e que resultou numa profícua troca de impressões e contributos.

Deixando a garantia aos presentes de que a intervenção não prevê alterações de trânsito significativas e que este é um processo aberto a sugestões da população, o edil cerveirense realçou uma grande melhoria ao nível das condições de conforto e de acessibilidade quer para os residentes quer para visitantes. “A obra será realizada por fases, de forma a criar o menor impacto possível na rotina diária da população. Além da organização e funcionalidade, será também uma importante beneficiação em termos estéticos e visuais”, afirmou Fernando Nogueira, acrescentando que há ainda intenção, para data posterior, de avançar com o projeto da praça a criar na confluência da Rua Queirós Ribeiro com a Rua do Arrabalde, bem como a da parte superior da Rua Queirós Ribeiro.

Por forma a conseguir harmonia e equilíbrio na requalificação urbanística, a presente intervenção nas quatro artérias - D. Manuel I, Belo Cais, Escola do Rei e Martins Vicente – prevê a regularização e regulação de espaços de estacionamento, a beneficiação de passeios, a repavimentação das ruas, o arranjo da praceta existente, a colocação de nova iluminação tendo como prioridade a utilização de equipamento energeticamente eficiente, a criação de espaços verdes, a substituição da recolha de resíduos domésticos por soluções subterrâneas (ecotainers), para além de uma remodelação total das infraestruturas ao nível de abastecimento de água, rede de drenagem de águas residuais domésticas e águas pluviais, e rede de segurança contra incêndios.

Neste momento, e após conclusão do projeto, a autarquia vai apresentar candidatura ao ‘Aviso NORTE-16-2016-16 da Reabilitação Urbana’ para posterior abertura de concurso público, num investimento estimado de meio milhão de euros. O prazo previsto para execução será de aproximadamente cinco meses, distribuída por fases, sendo que após auscultação da população, os trabalhos terão um interregno durante o mês de agosto.

 

Venres, 3 de marzo de 2017  

Novo Plano da Cidade de Valença Focado nas Pessoas. Garantir um Espaço Urbano onde as pessoas vivam bem é o objetivo desta medida

Valença uma cidade onde as pessoas vivam bem, mais humanizada, funcional e sustentável é o desafio da próxima década. Pela primeira vez a cidade de Valença terá um plano de gestão urbanístico detalhado pensado para que as pessoas vivam bem.

Evitar e Corrigir os Erros do Passado

O novo P.U.A.C.V.- Plano de Urbanização da Área Central de Valença, já foi aprovado, criando uma nova ferramenta de gestão urbanística que pretende evitar e corrigir os erros do passado e projetar uma cidade para o futuro. Pela primeira vez a área urbana da cidade de Valença contará com um plano de urbanização completo que redesenha a cidade e marcará as linhas urbanísticas que orientarão Valença nas próximas décadas.

A área abrangida pelo novo PUACV encontra-se delimitada pela avenida dos Bombeiros Voluntários, avenida Dr. Tito Fontes, linha do caminho de Ferro e A3.

Uma Cidade Pensada para as Pessoas

Para além de definir as novas linhas de ocupação do solo, nesta área da cidade, o plano estabelece um conjunto de intervenções prioritárias. Ruas requalificadas, novas praças públicas, mais espaços verdes e contenção nas alturas das novas urbanizações são os grandes desafios para a cidade. Um plano que pensa primeiro nas pessoas e na funcionalidade da cidade.

O plano agora aprovado pela Câmara e Assembleia Municipal, recebeu pareceres favoráveis das entidades da tutela e foi objeto de consulta pública, onde os valencianos interessados tiveram a oportunidade de dar as suas sugestões.

Valença quer uma cidade mais moderna, atrativa e funcional, proporcionando mais qualidade a quem habita na zona e mais atratividade e dinâmica à atividade comercial.

 

Xoves, 2 de marzo de 2017  

Quatro sábados de março dedicados ao teatro

Ambiciosa e aliciante, assim se apresenta a 6ª edição dos ETC… Encontros de Teatro de Cerveira, num ciclo de quatro espetáculos de teatro de drama, comédia rural galega, revista e humor. “Tu Queres é Revista” do autor e ator Tozé Martinho é um dos destaques deste ano. Entrada livre.

Em março, ‘Cerveira, Vila das Artes’ volta a celebrar o teatro como arte performativa de eleição. Durante os quatro sábados, o Cineteatro de Cerveira acolhe espetáculos com géneros e formatos diversificados que prometem sala cheia.

O primeiro espetáculo entra em cena, já no próximo sábado, 4 de março, com ‘prata da casa’. O Grupo Amador de Teatro de Cerveira – Outra Cena apresenta uma peça dramática intitulada “Efetivamente Não Somos Só Nós”, a partir de textos de ‘O Terror, Miséria no Terceiro Reich’ de Bertolt Brecht e ‘É só Isso, Candidato e Conferência de Imprensa’ de Harold Pinter.

No dia 11 de março sobe ao palco “Amor Dáñino ou a Vítima das Súas Virtudes” representada pelo Lameiro – Companhia de Teatro de Vigo, uma comédia rural galega muito divertida, escrita originalmente por Juan José Alonso Millán, com o título de “Amor dañino ou a vítima das súas virtudes” (1970).

“Tu Queres é Revista” pelo Aplaude Sucesso, agendada para o dia 18 de março, é o grande destaque do programa centrada na revista do grande autor e ator Tozé Martinho, com vários números musicais e muitas histórias revestidas de humor, sátira e originalidade.

Para encerrar os ETC 2017, a sugestão para o dia 25 de março é “Fugir à Retina”, que acolhe o regresso aos palcos do humorista Miguel 7 Estacas, depois de um momento de pausa por motivos clínicos, sendo o Cineteatro de Cerveira uma das primeiras salas do país a receber este grande humorista, depois dos Coliseus do Porto e Lisboa.

Ao longo de cinco anos, o ETC… Encontros de Teatro de Cerveira tem espalhado humor, riso e gargalhadas e, esta 6ª edição, aposta na continuidade das boas emoções que o teatro transmite ao público.

Para maiores de 12 anos, os quatro espetáculos de teatro têm início às 21h30, no Cineteatro de Cerveira, com entrada livre sujeita à lotação do espaço.

 

Autarquia retira árvores caídas na margem do rio Minho

A zona envolvente à Ecopista do rio Minho, especificamente nos Dois Portelos, na freguesia de Gondarém, foi recentemente alvo de trabalhos de limpeza efetuados pelos serviços de jardins e limpeza da Câmara Municipal. Intervenção incidiu na remoção de árvores caídas, galhos secos e infestantes.

Os fortes ventos sentidos em janeiro provocaram a queda de algumas árvores que se encontravam, desde então, tombadas sobre a margem do rio Minho. Respeitando as orientações da Polícia Marítima, através da Capitania do Porto de Caminha, a autarquia cerveirense, numa ação de caráter cíclico, procedeu à remoção e limpeza da margem do rio, no sítio dos Dois Portelos ao longo de cerca de 500 metros.

Os trabalhos realizados incidiram igualmente na remoção de galhos secos e de infestantes, bem como de algum lixo e entulho ali acumulado, quer por incúria quer por arrasto das correntes.

De sublinhar que este tipo de ação é executado, todos os anos, de uma forma sustentável, em pequenas extensões da margem do rio Minho que não tenham sido ainda intervencionadas.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira continua a sua aposta na devolução do rio Minho aos cerveirenses, através da valorização de uma política de sustentabilidade ambiental aliada à preservação de um espaço de lazer propício a várias atividades e que desperta muita curiosidade e enorme afluência.